"Não esperava Ronda vir tão forte para atacar", diz técnico e noivo de Bethe
Postado: 02/08/2015 às 22:09

UFC

"Não esperava Ronda vir tão forte para atacar", diz técnico e noivo de Bethe

"Não esperava Ronda vir tão forte para atacar", diz técnico e noivo de Bethe
Foto: André Durão

Por Marcelo Barone, Marcelo Russio e Raphael Marinho

Rio de Janeiro

Foram exatos 34 segundos desde que o árbitro central iniciou a luta principal do UFC Rio 7 até que Ronda Rousey levasse Bethe Correia à lona com um direto de direita fulminante. A rápida derrota surpreendeu Edelson Silva, treinador e noivo da lutadora, especialmente pela postura agressiva desde os momentos iniciais, apesar de a americana ter batido suas duas oponentes anteriores em 16 e 14 segundos, respectivamente.

 

Edelson também constatou um erro técnico de Bethe antes de receber o golpe derradeiro. Para ele, quando a brasileira se desequilibrou e foi ao solo, não deveria ter se levantado de forma tão ligeira.

- Foi surpreendente porque não esperava a Ronda vir tão forte para atacar. Tivemos uma falha, um escorregão antes, que talvez Bethe teria que ficar no chão ou levantar com mais calma, não sei. Mas a mão pegou. Acredito que a luva de 4 onças é uma arma branca e a mão que pega primeiro, derruba - afirmou, em entrevista ao Combate.com, na madrugada deste sábado para domingo, após a coletiva de imprensa do UFC Rio 7.

Se para qualquer treinador é duro ver seu atleta ser derrotado, para Edelson, em tese, é ainda pior com relação a Bethe, pelo fato de serem noivos, mas o técnico assegurou não ter se abalado com o revés.

- Sou lutador profissional de boxe, estou acostumado com luta, tenho 159 lutas, estou acostumado com nocautes, derrotas e vitórias dentro da carreira do boxe. Isso não me abala, sou forte de espírito para superar isso, sei que tenho um lado emotivo porque ela é minha mulher, mas, em relação ao nocaute, só cai quem luta. Bethe estava bem, muito motivada, nasceu pra lutar, é guerreira, por incrível que pareça foi descoberta um pouco tarde. Bethe só tem 3 anos de profissionalismo e está lutando pelo cinturão.

Compartilhar:

Fonte: http://sportv.globo.com/



0  Comentário(s)


Escreva seu comentário aqui

Nome: (Opcional)
E-mail: (Não será exibido no comentário)
Comentário: